ASSESSMENT OF SOIL EROSION IN THE DRAINAGE BASIN OF PEQUENO RIVER, PARATY MUNICIPALITY, RIO DE JANEIRO STATE

Abstract

Soil erosion is a natural phenomenon that has been accelerated by inadequately human activities, resulting in soil degradation and its multiple functions. In this sense, the objective of this research work is to assess the environmental status of the drainage basin of Pequeno river, Paraty Municipality, Rio de Janeiro State, with emphasis on soil erosion. The methodological procedures involved bibliographical and documentary surveys, fieldwork, analysis of soil attributes and thematic mappings. The results show that the relief characteristics contribute to geomorphological processes acceleration and, despite the limitations, soils showed low erodibility. However, changes in vegetation cover and inadequate use and management have an influence on the supply of organic matter into the soil, which may affect its attributes and increase its erodibility over time.

Author Biographies

Rafael Carvalho Santos, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ), Brazil

Doctoral student of the Postgraduate Program in Geography at the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ), Brazil.

Antonio Jose Teixeira Guerra, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ), Brazil

Professor of the Postgraduate Program in Geography at the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ), Brazil.

References

ANA. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Sistema de Informações Hidrológicas: hidro web. Disponível em: . Acesso em: março de 2016.

ANTONELI, V.; THOMAZ, E. L.; BEDNARZ, J. A. The Faxinal System: Forest fragmentation and soil degradation on the comunal grazing land. Singapore Journal of Tropical Geography, Singapura, v. 40, p. 34–49, 2019. https://doi.org/10.1111/sjtg.12258

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do Solo. 9. ed. São Paulo: Ícone, 2014.

BRADY, N. C.; WEIL, R. R. The nature and properties of soils. 14. ed. Nova York: Prentice-Hall, 2008.

BRASIL. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE/IBAMA/DIREC. Plano de Manejo do Parque Nacional da Serra da Bocaina: Brasília: FEC/UNICAMP, 2002.

CASTRO FILHO, C.; MUZILLI, O.; PODANOSCHI, A. L. Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico num Latossolo Roxo Distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 22, p. 527-538, 1998. https://doi.org/10.1590/S0100-06831998000300019

COELHO NETTO, A. L. Hidrologia de Encosta na Interface com a Geomorfologia. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 12. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013. p. 93-148.

DANTAS, M. E. Geomorfologia do Estado do Rio de Janeiro. Brasília: CPRM, 2000.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Manual de Métodos de Análise de Solo. 2. ed. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura e do Abastecimento, 1997.

FAVIS-MORTLOCK, D. T. Erosion by Water: Accelerated. In: JORGENSEN, S. E. (Ed.) Encyclopedia of Environmental Management. CRC Press, 2012.

FITZ, P. R. Geoprocessamento sem Complicação. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

FLORENZANO, T. G. Iniciação em sensoriamento remoto. 3. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.

GOUDIE, A. The Changing Earth: rates of geomorphological processes. Oxford: Blackwell, 1995.

GOUDIE, A.; VILES, H. Geomorphology in the Anthropocene. Cambridge, United Kingdom; New York: Cambridge University Press, 2016

GUERRA, A. J. T. Processos Erosivos nas Encostas. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 12. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013. p. 149-209.

__________. Degradação dos solos: conceitos e temas. In: GUERRA, A. J. T.; JORGE, M. C. O. (Orgs.). Degradação dos Solos no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014. p. 15-50.

__________. Encostas e a Questão Ambiental. In: CUNHA, S. B.; GUERRA, A. J. T. (Orgs.). A Questão Ambiental: diferentes abordagens. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2015. p. 191-218.

GUERRA, A. J. T.; BEZERRA, J. F. R.; JORGE, M. C. O.; FULLEN, M. A. The geomorphology of Angra dos Reis and Paraty Municipalities, Southern Rio de Janeiro State. Revista Geonorte, Manaus, v. 9, n. 1, p. 1-21, 2013.

GUERRA, A. J. T.; FULLEN, M. A.; JORGE, M. C. O.; BEZERRA, J. F. R. Slope Processes, Mass Movements and Soil Erosion: a review. Pedosphere, China, v. 27, p. 27-41, 2017.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais. Manual técnico de geomorfologia. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2009.

__________. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais. Manual técnico de uso da terra. 3. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2013.

KEMPER, W. D.; ROSENAU, R. C. Aggregate stability and size distribution. In: KLUTE, A. (Ed.) Methods of soil analysis - Part I: Physical and minerological methods. Wisconsin: Madison, 1986. p. 425-442.

KONDOLF, M.; PIÉGAY, H. Geomorphology and Society. In: GREGORY, K. J.; GOUDIE, A. S. (Eds.). The Sage Handbook of Geomorphology. London: SAGE, 2011. p. 105-117.

LEPSCH, I. F. 19 lições de pedologia. São Paulo: Oficina de Texto, 2011.

LOUREIRO, H. A. S. Monitoramento e diagnóstico de áreas degradadas na bacia hidrográfica do rio São Pedro (RJ): estudos experimentais em voçoroca e utilização de geotêxteis de fibra de bananeira. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, 2013.

MAFRA, N. M. C. Erosão e Planificação de Uso do Solo. In: GUERRA, A. J. T.; SILVA, A. S.; BOTELHO, R. G. M. (Orgs.). Erosão e Conservação dos Solos: Conceitos, Temas e Aplicações. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. p. 301-322.

MORGAN, R. P. C. Soil Erosion and Conservation. 3. ed. England: Blackwell, 2005.

NEVES, S. R. A. Análise prognóstica de processos erosivos na bacia hidrográfica do rio Mateus Nunes. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, 2015.

NOGUEIRA, P. M. Influência de variáveis ambientais no processo de regeneração natural da mata atlântica no Vale do Paraíba do Sul. Monografia (Engenharia Florestal) – Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2012.

OSMAN, K. T. Soil Degradation, Conservation and Remediation. Dordrecht: Spring, 2014

PEREIRA, A. A.; THOMAZ, E. L. Parâmetros físicos do solo em diferentes sistemas de manejo convencional, município de Reserva – PR. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v. 30, p. 65-76, 2015. https://doi.org/10.11606/rdg.v30i0.98625

PEREIRA, L. S.; RODRIGUES, A. M.; JORGE, M. C. O.; GUERRA, A. J. T.; FULLEN, M. A. Processos hidro-erosivos em solos degradados em relevo de baixa declividade. Revista Brasileira de Geomorfologia, Brasília, v. 17, n. 2, p. 299-316, 2016. http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v17i2.877

POESEN, J. Soil erosion in the Anthropocene: Research needs. Earth Surface Processes and Landforms, v. 43, p. 64–84, 2018. https://doi.org/10.1002/esp.4250

RANGEL, L. A.; GUERRA, A. J. T. Qualidade física de um Cambissolo Háplico sob diferentes usos na bacia do Córrego dos Micos, Paraty-RJ. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 37, n. 1, p. 91-105, 2017. https://doi.org/10.5216/bgg.v37i1.46245

RODRIGUES, S. C. Degradação dos Solos no Cerrado. In: GUERRA, A. J. T.; JORGE, M. C. O. (Orgs.). Degradação dos Solos no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014. p. 51-85.

ROSS, J. L.; FIERZ, M. S. M. A Serra do Mar e a Planície Costeira em São Paulo: morfogênese, morfodinâmica e as suas fragilidades. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, v. 100, p. 17-38, 2018.

ROVANI, F. F. M.; CASSOL, R. Cartografia Temática: uma contribuição na análise geográfica do município de Barão de Cotegipe/RS. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 6, n. 2, p. 33-54, 2012. https://doi.org/10.5216/ag.v6i2.13979

SATHLER, R. Influência da orientação, declividade e morfologia de encostas nos conteúdos de matéria orgânica de solos da bacia do rio Bonito (Posse, Petrópolis, RJ). Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, 2004.

SILVA, L. F. T. C; MARTINS, M. B.; GUERRA, A. T. J. Caracterização Pluviométrica do Litoral Sul Fluminense e Norte Paulista (Brasil). In: XIV Encontro de Geógrafos da América Latina. Anais... Lima, Peru. 8 a 12 de abril de 2013.

SILVEIRA, R. M. P.; SILVEIRA, C. T. Análise digital do relevo aplicada à cartografia geomorfológica da porção central da Serra do Mar paranaense. Revista Brasileira de Geomorfologia, Brasília, v. 17, n. 4, p. 615-629, 2016. http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v17i4.1063

THOMAZ, E. L. Dynamics of aggregate stability in slash-and-burn system: Relaxation time, decay, and resilience. Soil and Tillage Research, v. 178, p. 50-54, 2018. https://doi.org/10.1016/j.still.2017.12.017

THOMAZ, E. L.; DIAS, W. A. Bioerosão – evolução do rebanho bovino brasileiro e implicações nos processos geomorfológicos. Revista Brasileira de Geomorfologia, Brasília, v. 10, n. 2, p. 3-11, 2009. http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v10i2.125

VALERIANO, M. M. Topodata: guia para utilização de dados geomorfológicos locais. São José dos Campos: INPE, 2008.
Published
13/01/2021
How to Cite
SANTOS, Rafael Carvalho; GUERRA, Antonio Jose Teixeira. ASSESSMENT OF SOIL EROSION IN THE DRAINAGE BASIN OF PEQUENO RIVER, PARATY MUNICIPALITY, RIO DE JANEIRO STATE. Geosaberes, Fortaleza, v. 12, p. 23 - 43, jan. 2021. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/1060>. Date accessed: 05 dec. 2021. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v12i0.1060.
Section
ARTICLES