COMPARATIVE STUDY OF WATER RESCUE OCCURRENCES ON TWO BEACHES OF FORTALEZA

Abstract

The role of the Military Fire Department in the prevention and rescue of drowning victims reveals that knowing local realities is crucial to the decision making process in the management of this service. This paper presents a study in important areas of the coast of Fortaleza, “Praia do Futuro” and “Caça e Pesca”, popular leisure destinations for residents and tourists. The objective of this work is to compare the two abovementioned areas, regarding the rescue of people in situation of danger or drowning, taking into account the situation of tides. The sample consists of records of 156 days with some occurrence in 2017. The results indicate that the tidal coefficient has greater oscillation in “Praia do Futuro” and is related to the number of occurrences which is higher in this beach as expected. The most frequent victims are young males, ages between 10 to 29 years old.

Author Biographies

Ruy Paulino Barbosa Filho, Ceará State Military Fire Department (CBMCE), Brazil

Graduated in Accounting Sciences from the Federal University of Ceará (UFC). Soldier of the Military Fire Department of the State of Ceará (Guarda-Vidas).

Vicente Lima Crisóstomo, Federal University of Ceará (UFC), Brazil

Professor of the Postgraduate Program in Administration and Controllership (PPAC), at the Federal University of Ceará (UFC).

Eduardo Benevides de Freitas, Ceará State Military Fire Department (CBMCE), Brazil

Graduated in Geography from the State University of Ceará (UECE). Cable of the Military Fire Department of the State of Ceará.

References

ALBUQUERQUE, M. da G.; CALLIARI, L. J.; PINHEIRO, L. S. Análise dos principais riscos associados ao banho de mar na praia do futuro. Fortaleza-CE. Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology (Impresso), v. 14, p. 1-8, 2010.

ALBUQUERQUE, M. da G.; CALLIARI, L. J.; CORREIA, I. C. S.; PINHEIRO, L. S. Morfodinâmica da Praia do Futuro, Fortaleza-CE. Uma síntese de dois anos de estudo. Quaternaryand Environmental Geoscienciences. 2009, 01(02):49-57.

ARAÚJO, R.T.; MARTIN, C.C.S.; MARTINIS, B.S.; EVISON, M.P.; GUIMARÃES, M.A. Dados médico-legais sobre afogamentos na região de Ribeirão Preto (SP, Brasil): um passo para a prevenção. Medicina (Ribeirão Preto) 2008; 41 (1): 50-7.

CRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. 2ª edição. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 26. Fortaleza: ABEPRO, 2006. Anais... Fortaleza, CE, 2006.

GARRISON, T. Fundamentos de Oceanografia. Tradução da 7ª edição norte-americana. São Paulo, SP: Cengage Learnig, 2016.

GOOGLE EARTH. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2019.

MACIEL, W. R. N. Tempos e espaços da Praia do Futuro: usos e classificações de uma zona liminar. 2011. 241f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2011.

MIGUENS, A. P. Navegação: a Ciência e a Arte. Niterói Rio de Janeiro: Diretoria de Hidrografia e Navegação, 2005.

MINISTÉRIO DA SAÚDE, DATASUS. Óbitos por causas externas. Disponível em: < http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sim/cnv/ext10uf.def>. Acesso em: 15 maio 2019.

MONTEIRO, E. K. R.; GUIMARÃES, H. L.; VASCONCELOS, T. S. Perfil epidemiológico das mortes por afogamento no estado de Alagoas. Revista Científica do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, FLAMMAE, v. 03, n. º 8, p. 501-518, Edição Especial XVII SENABOM, 2017 João Pessoa, PB

POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ. Disponível em: . Acesso em:10 de set. de 2019.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Plano de gestão integrada da orla marítima – Projeto orla. Fortaleza, 2006.

SALES, R. C. C.; LIMA, A. B. Aspectos Epidemiológicos do Afogamento no Município de Fortaleza. Fegui: Revista de Salvamento Acuártico y Primeiros Auxilios, [s. l], v. 4, n. 38, p. 107-113, 21 set. 2013.

SCHMIEGELOW, João Marcos Miragaia. Informações sobre oceanografia. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2018.

SHORT A. D. Handbook of beach and shoreface morphodynamics. Chichester, England, New York: John Wiley e Sons, 1999.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE SALVAMENTO AQUÁTICO. Afogamentos. Disponível em: . Acesso em: 20 de jul. de 2019.

SZPILMAN, D. Afogamento. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, vol.6 no.4 p. 131-144, Niterói, RJ, jul./ago 2000.

SZPILMAN, D. – Manual do Curso de Emergências Aquáticas. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático – SOBRASA, 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2019.

TÁBUA DE MARÉS. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2018.

TESSLER, M. G.; MAHIQUES, M. M. de. Processos Oceânicos e a Fisiografia dos Fundos Marinhos. In: TEIXERA, Wilson, et al. (Orgs.). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2003.

VANZ, A; FERNANDES, L. G. Mortes por Afogamentos nas Praias dos Estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, Brasil – Nota Técnica. Gravel, 2014. v. 12 p. 119-130. Porto Alegre, RS.

ZANELLA, M. E. As características climáticas e os recursos hídricos do Ceará. In: SILVA, J. B.; CAVALCANTE, T.; DANTAS, E. W. C. (Orgs.). Ceará: um novo olhar geográfico. Ceará: Edições Demócrito Rocha, 2007.
Published
23/06/2021
How to Cite
BARBOSA FILHO, Ruy Paulino; CRISÓSTOMO, Vicente Lima; FREITAS, Eduardo Benevides de. COMPARATIVE STUDY OF WATER RESCUE OCCURRENCES ON TWO BEACHES OF FORTALEZA. Geosaberes, Fortaleza, v. 12, p. 274 - 293, june 2021. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/1090>. Date accessed: 05 dec. 2021. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v12i0.1090.
Section
ARTICLES