A caminho da construção do diálogo através da etnopedologia: uma experiência no entorno do Parque Nacional do Caparaó, Minas Gerais

  • Valéria Amorim do CARMO UFMG

Abstract

Este texto pretende mostrar a existência de uma área de interseção entre o conhecimento gerado a partir da experiência do homem do campo e o conhecimento técnico. Para se construir a busca desse diálogo seguiu-se o seguinte caminho. Do lado técnico foi realizada a identificação dos solos e suas potencialidades de aproveitamento agrícola. O estudo com os agricultores foi realizado tendo o método de pesquisa qualitativo como orientador do caminho metodológico. Este constituiu da utilização de diversas técnicas participativas cujos resultados culminaram na identificação dos ambientes da comunidade, suas terras e possibilidades de uso através da Estratificação de Ambientes. Com o objetivo final de verificar as semelhanças e diferenças entre os resultados referentes ao levantamento técnico e o dos agricultores, foi feito a comparação da Aptidão Agrícola com a identificação dos ambientes e seus respectivos solos. A pesquisa mostrou que os dois sistemas de classificação utilizados se complementam e que por isso, o diálogo complementar entre os dois saberes é perfeitamente possível desde o início dos levantamentos até a etapa de definição dos usos mais adequados. É a oportunidade de diálogo entre diferentes "saberes" em prol de um objetivo comum.

Palavras-chave: Etnopedologia, uso da terra, geograficidade, saber local

Author Biography

Valéria Amorim do CARMO, UFMG
How to Cite
CARMO, Valéria Amorim do. A caminho da construção do diálogo através da etnopedologia: uma experiência no entorno do Parque Nacional do Caparaó, Minas Gerais. Geosaberes, Fortaleza, v. 6, n. 1, p. 138 - 148, july 2015. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/372>. Date accessed: 06 aug. 2020.

Keywords

Etnopedologia, uso da terra, geograficidade, saber local