Das grandes obras às pequenas obras hídricas: análise preliminar das formas de convivência com a seca na região da bacia do rio paraíba

  • Francisco Vilar de ARAÚJO UFPB
  • Pedro Costa Guedes VIANNA UFPB

Abstract

Este trabalho tem como objetivo realizar uma análise preliminar das formas de convivência com a seca da população da região semiárida da bacia do rio Paraíba, a partir de grandes e pequenas obras hídricas. Nessa perspectiva, explicamos a realidade a partir de uma análise espacial dos projetos e ações propostas para a região. Os resultados apontam que o PISF proporcionará mudanças no ordenamento territorial, porém sem alterações nas condições de acesso a água pela população dispersa do meio rural. Todavia, a única garantia para as cidades da região semiárida da bacia do Paraíba, a partir do PISF, é que o abastecimento feito por meio de adutoras continuará o mesmo, podendo haver uma expansão na sua rede de distribuição. Em contrapartida, as TSH vêm se integrando como uma medida emergencial de suprimento de água em períodos de estiagem destas populações dispersas que não terão acesso às águas do PISF.

How to Cite
ARAÚJO, Francisco Vilar de; VIANNA, Pedro Costa Guedes. Das grandes obras às pequenas obras hídricas: análise preliminar das formas de convivência com a seca na região da bacia do rio paraíba. Geosaberes, Fortaleza, v. 6, n. 2, p. 168 -177, july 2015. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/421>. Date accessed: 30 sep. 2022.

Keywords

PISF, Convivência com a seca, Bacia do rio Paraíba, Semiárido.