Education of geography, urban violence and its relationship with school space and graffiti

Abstract

The violence present in the cities is linked to the acts that happen in the school. Therefore, many everyday practices, said to be violent, present themselves as similar, is the case of graffiti. So, this article portrays a proposal for a qualitative approach to Geography teaching on three topics pertinent to the school studies: violence and graffiti. Based on these findings, a work of action research was carried out, materialized through a didactic-pedagogical intervention project, developed in a public school in the city of Campina Grande, PB. The results indicated that the project stimulated reflections and expansion of the students 'understanding of urban violence and graffiti, in addition to making possible Geography-daily relationship.

Author Biographies

Eduardo Soares Silva, Universidade Estadual da Paraíba, Brasil

Graduando em Licenciatura em Geografia (UEPB).

Josandra Araújo Barreto de Melo, Universidade Estadual da Paraíba, Brasil

Professora do Departamento de Geografia (UEPB).

References

BARCHI, R.. Pichar, pixar, grafitar, colar: os discursos e representações sobre as pichações nas escolas analisados na perspectiva ambiental e libertária. Revista Teias: Rio de Janeiro, ano 8, nº 15-16, 2007.
BRASIL. Lei 12.408/2011. Altera o art. 65 da Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, para descriminalizar o ato de grafitar, e dispõe sobre a proibição de comercialização de tintas em embalagens do tipo aerossol a menores de 18 (dezoito) anos. Disponível em: . Acesso: 12 abr. 2017.
CAVALCANTI, L. S. A, Geografia e a realidade escolar contemporânea: avanços, caminhos, alternativas. In: Anais do I Seminário Nacional: Currículo Em Movimento – perspectivas atuais. Anais... Belo Horizonte, 2010.
DUPÂQUIER, J. La violence em mileiu scolarie. 2 ed. Ed. Paris: Presses Universitaries de France, mar, 2000.
FERNANDES, L. D.; BARBOSA, J. G. M. Pichação como manifestação cultural: arte ou vandalismo? In: Anais do I Simpósio Mineiro De Geografia. Alfenas, 2014.
FREIRE, Z. B.; MELO, J. A. B.; SARAIVA, L. A. P. Currículo, do prescrito ao real: a flexibilização curricular a partir do cotidiano dos educandos. Geografia: Ensino & Pesquisa, v. 21, n. 01, p. 113-122, jun-abr, 2017.
RAUBER. F. A. Segregação Sócio-espacial e Violência Urbana. Toledo - PR, 2009.
SILVEIRA, R. M. P. et. al. Aula de campo como prática pedagógica no ensino de Geografia para o Ensino Fundamental: proposta metodológica e estudo de caso. Rev. Bras. Educ. Geog., Campinas, v. 4, n. 7, p. 125-142, jan./jun., 2014.
SOUZA, E. C. S. Violência urbana e cultura escolar: estudo das percepções dos atores sociais em uma escola pública (Ananindeua/Pará). Revista do Difere, v. 1, n. 2., 20.
Published
05/09/2018
How to Cite
SILVA, Eduardo Soares; MELO, Josandra Araújo Barreto de. Education of geography, urban violence and its relationship with school space and graffiti. Geosaberes, Fortaleza, v. 9, n. 19, p. 1 - 11, sep. 2018. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/665>. Date accessed: 03 oct. 2022. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v9i19.665.
Section
ARTICLES