Territorializações da brincadeira de reisado em Caraúbas, (Graça, Ceará)

Resumo

Este trabalho apresenta uma abordagem baseadas nas experiências de pesquisa que aconteceram nas festas de reis de Caraúbas no município de Graça/CE em 2016 e 2017. Para tanto, selecionamos uma das seções do trabalho de dissertação, especificamente, sobre a territorialização da festa. Interpretamos experiências por meio de trabalho de campo que consistiu em acompanhamento, entrevistas e filmagens dos grupos de reisados. Adiantamos que a festa de reis desenvolve relações múltiplas e movimentos criados pelas pessoas que transformam e caracterizam o território móvel. A partir deste pressuposto mostramos que os interlocutores acionam diversas táticas para composição do território que permeiam relações econômicas, políticas, morais e culturais que merecem ser discutidas na Geografia.

Biografia do Autor

Antonio Jarbas Barros de Moraes, Universidade Estadual Vale do Acaraú, Brasil

Mestre em Geografia (UVA).

 

Referências

APPADURAI, Arjun. Dimensões culturais da globalização. Tradução por Telma Costa. Teorema: Lisboa, 2004.
BAKHTIN, Mikhail. A Cultura Popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. Tradução por Yara Frateschi Vieira. São Paulo/Brasília: Hucitec/Editora Universidade de Brasília, 1987.
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Vozes,1996.
CLAVAL, Paul. Terra dos homens: a geografia. Tradução por Domitila Madureira. São Paulo: contexto, 2010.
CARLOS, Ana Fani Alessandri. O lugar no/do mundo. São Paulo:
FFLCH, 2007, 85p.
CORRÊA, Aureanice de Mello. Irmandade da Boa Morte como manifestação cultural afro-brasileira: de cultura alternativa à inserção global. 2004. Tese de doutorado (Geografia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.
CORRÊA, Roberto Lobato. Formas simbólicas e espaço – Algumas considerações. Aurora - Geography Journal, v. 1, n. 1. 2007. Disponível em: http://www.lasics.uminho.pt/ojs/index.php/aurora/article/view/1680. Acesso em: 13 de junho de 2016.
DELEUZE, Gilles.; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Traduzido por Aurélio Guerra Neto. Rio de janeiro : Ed. 34, 1997.
FAVRET-SAADA, Jeanne. Ser afetado. Tradução de Paula Siqueira. Rio de Janeiro: caderno de campo, 2005.
FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Hucitec, 1985.
GEERTZ, Clifford. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 2008.
HOSBAWN, Eric.; RANGER, Terence. A Invenção das Tradições. Tradução de Celina Cavalcante – Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.
LIPOVETSKY, Gilles.; SERROY, Jean. A cultura mundo: Resposta a uma sociedade desorientada. Tradução por Maria Lúcia Machado. São Paula: Companhia das letras, 2011.
ROSENDAHL, Zeny. Tempo e temporalidade, espaço e espacialidade: a temporalização do espaço sagrado. Espaço e cultura, Rio de Janeiro, n. 35, jan/jun. 2014. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/espacocultura/. Acesso em: 11 de jan. de 2017.
MORAES, Antonio Jarbas Barros de.; Freitas, Nilson Almino de. A “casa do tirador” e as territorializações das festas de reis de Caraúbas em Graça/CE. In: Seminário Regional de Comércio, Consumo e Cultura nas cidades, 3., 2017, Sobral. Anais... Sobral, 2017a.
______. Espacilidades e seletividades do Sagrado no Reisado de Caraúbas (Graça/CE): "A casa do capitão". In: ENANPEGE Geografia, Ciência e Política: Do pensamento à ação, da ação ao pensamento, 11., 2017, Porto Alegre. Anais... Porto Alegra, 2017b.
SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. - 4. ed. 2. reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.
______. Da totalidade ao lugar. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005. p. 145 – 154.
TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo: DIFEL, 1980.

DEPOIMENTOS
NASCIMENTO, José Evaldo do. (depoimento, 2017). Graça – Ceará, Laboratório de Memórias e Práticas Cotidianas. Universidade Estadual Vale do Acaraú, Departamento de Ciências Sociais.
NASCIMENTO, Adriano Gomes do. (depoimento, 2017). Graça – Ceará, Laboratório de Memórias e Práticas Cotidianas. Universidade Estadual Vale do Acaraú, Departamento de Ciências Sociais.
MELO, Jose Ivan. (depoimento, 2017). Graça – Ceará, Laboratório de Memórias e Práticas Cotidianas. Universidade Estadual Vale do Acaraú, Departamento de Ciências Sociais.
Publicado
05/09/2018
Como Citar
MORAES, Antonio Jarbas Barros de. Territorializações da brincadeira de reisado em Caraúbas, (Graça, Ceará). Geosaberes, Fortaleza, v. 9, n. 19, p. 1 - 11, set. 2018. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/667>. Acesso em: 17 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v9i19.667.
Seção
ARTIGOS