THE ECOSYSTEM APPROACH AND THE TEACHING OF GEOGRAPHY: A PROPOSITION FOR THE STUDY OF THE RELATION BETWEEN NATURE AND SOCIETY IN BASIC EDUCATION BASIC

Abstract

There are several meanings that the concept of nature has acquired in large areas of knowledge. Bearing this in mind, in formal education, it is up to the Geography teaching to stimulate reflection on the relations established between nature and society through different types of connections. From this, the aim of this article is proportional, for the teaching of Geography, an approach to the nature according to the ecosystem services present in terrestrial spheres. The method is based on the literature review of highlighted themes, field work and proposition of a geographical discussion to the nature. The results point to the possibilities of using it in basic education, in which the integrative vision between the physical environment and society is prevalent, the approach of goods and services coming from terrestrial spheres.

Author Biographies

João Correia Saraiva Júnior, Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN), Brazil

Professor at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN).

Marcos Antonio Leite do Nascimento, Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), Brazil

Professor at the Department of Geology at the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN).

Matheus Lisboa Nobre da Silva, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ), Brazil

Doctorate en Geology. PostGraduate Program in Geology, Institute of Geosciences, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ).

References

AFONSO, A.E.; ARMOND, N. B. Reflexões sobre o ensino de geografia física no ensino fundamental e médio. Anais do X Encontro Nacional de Prática de Ensino em Geografia. ENPEG: Porto Alegre, 2009.

AFONSO, A.E. A Geografia da natureza no ensino de Geografia: propostas para a educação ambiental e preventiva de riscos naturais. Giramundo, Rio de Janeiro, Práticas pedagógicas v. 2, n.4 , p.83-93, 2015. Disponível em: http://www.cp2.g12.br/ojs/index.php/GIRAMUNDO/article/view/672. Acesso em: 12 abr. 2020.

ALBUQUERQUE, F.N.B. Geodiversidade e Ensino de Geografia: Um Ensaio Metodológico Revista Equador, v 8, n 2, p. 170-185, 2019. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/equador/article/view/9222. Acesso em: 12 abr. 2020.

AMARAL, R. A prestação de serviços ecossistêmicos e a dinâmica de estoque de dióxido de carbono no Sistema de Espaços Livres do Município de Belo Horizonte: estudo de caso na Regional Centro Sul. Dissertação de mestrado apresentada ao Programa em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, 2015.

ANDRADE, D.; ROMEIRO, A. Capital natural, serviços ecossistêmicos, e sistemas econômicos: rumo a uma economia dos ecossistemas. Texto para discussão: I/E Unicamp, Campinas, n. 159, maio 2009.

ASSUMPÇÃO, M. e DIAS NETO, C. M. Sismicidade e estrutura interna da Terra. In: TEIXEIRA, Wilson et al. (org.). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2000. 568p. il. p. 47-50.

AYOADE, John O. Introdução a climatologia para os trópicos. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. 332 p.

BARBOSA, E. N. Um olhar sobre a Geodiversidade do Parque Estadual da Pedra da Boca (PE/PB). Revista de Geociências do Nordeste, v. 2, p. 1269-1278. 27 out. 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/10593. Acesso em: 10 abr. 2020.

BARBOS, A, T. O conceito de natureza e análises dos livros didáticos de Geografia. Dissertação de mestrado do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista Campus de Presidente Prudente – SP, com vistas a obtenção do título de mestre em Geografia. Presidente Prudente Dezembro de 2006.

BRADY,N.C.; WEIL,R.R. Elementos da natureza e propriedades dos solos. 3.ed. Porto Alegre: Bookman, 2013. 704p.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 22 mar. 2020.

BRASIL. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza – SNUC, 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm. Acesso em: 11 abr. 2020.

BRILHA, J. B. R. Património Geológico e geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. São Paulo: Palimage, 2005.

BRILHA, J.; GRAY, M.; PEREIRA, D.I.; PEREIRA, P. Geodiversity: An integrative review as a contribution to the sustainablemanagement of the whole of nature. Environmental Science and Policy, v. 86, 2018. p. 19-28. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.envsci.2018.05.001. Acesso em: 20 fev. 2020.

CARNEIRO C. D. R., GONÇALVES P. W., LOPES O. R. O Ciclo das Rochas na Natureza. Terræ Didatica, v. 5, n. 1, p. 50-62, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.20396/td.v5i1.8637502. Acesso em: 10 abr. 2020.

CARNEIRO, C. D. R As esferas terrestres se reciclam: ciclo das rochas. IN: HASUI, Y.; CARNEIRO, C.D.R.; ALMEIDA,F.F.M.; BARTORELLI,A. Geologia do Brasil. São Paulo : Beca, 2012.

CAVALCANTE, M.B. Parque Estadual da Pedra da Boca/PB: um olhar sobre o planejamento do ecoturismo em unidades de Conservação na Paraíba. Caderno Virtual de Turismo. v. 8, n. 2, 2008. Disponível em: http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/article/view/243. Acesso em: 09 abr. 2020.

CEARÁ. Decreto nº 26.805, de 25 de outubro de 2002. Declara Monumento Natural os Monólitos de Quixadá Situados no Município de Quixadá e adota Outras Providências. Página 3 da Caderno Único do Diário Oficial do Estado do Ceará (DOECE) de 31 de Outubro de 2002.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

CHAVES, D.M.; SILVA, M.N.C.; SOARES, F.S. Estudo das rochas entrelado na quimíca do cotidiano. Congresso Nacional de Educação. Avaliação: Processos e Políticas. 6. Anais... Fortaleza, 2019.

CHAVES, J.J.S.; LIMA, J.S.; BATISTA, C.C.N. Patrimônio Geomorfológico em Unidades de Conservação: O Caso do Parque Estadual da Pedra da Boca, Município de Araruna (PB). Simpósio Nacional de Geomorlogia. 10. Geomorfologia: compartimentação de paisagem, processo e dinâmica. Anais... Maringá, 2016.

CPRM - Serviço Geológico do Brasil Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. Diagnóstico do município de Araruna, estado da Paraíba. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005.

DAILY, G.C. Introduction: What Are Ecosystem Services? In: DAILY, G.C. (Ed.) Nature’s Services: Societal Dependence on Natural Ecosystems. Washington: Island Press, 1997. p. 1-10.

EMBRAPA Solos Brasileiros. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 2019. Disponível em: http://www.embrapa.br/tema-solos-brasileiros/solos-e-vida. Acesso em: 30 nov. 2019.

ERNESTO, M.; MARQUES, L.S.; MCREATH, I.; USSAMI, N.; PACCA, I.I.G. O interior da Terra. In: TEIXEIRA, W.; FAIRCHILD, T.R.; TOLETO, M.C.M.; TAIOLI, F. Decifrando a Terra, São Paulo: Companhia Editora Nacional; 2000.

FURIM, A.F.R. O ensino de Geografia Física no Ensino Médio: qual o seu lugar? Dissertação de Mestrado da Faculdade de Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 2012.

GRAY, M. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. 2ª ed. Chichester, John Wiley & Sons, 2013. 495p.

GRAY, M.; GORDON, J.E.; BROWN, E. J. Geodiversity and the ecosystem approach: the contribution of geoscience in delivering integrated environmental management. Proceedings of the Geologists’ Association, v. 124, n. 4, 2013, p. 659-673. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.pgeola.2013.01.003. Acesso em 30 nov. 2019.

GUERRA, A. T.; GUERRA, A. J. T. Novo dicionário geológico‐geomorfológico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997, p. 652.

IBGE. Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais. Manual técnico de pedologia. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2007. 323 p. (Manuais Técnicos em Geociências, 04).

KARMANN, I. Ciclo da água, água subterrânea e sua ação geológica. In: TEIXEIRA, W.; FAIRCHILD, T. R.; TOLETO, M.C.M.; TAIOLI, F. Decifrando a Terra, São Paulo: Companhia Editora Nacional; 2000.

LAHMAR, R. Salvemos nossos solos para proteger nossas sociedades. São Paulo, Instituto Pólis, 2004. 120 p. (Cadernos de Proposições para o Século XXI, 10).

LAL, R.; KIMBLE, J.; FOLLETT, R. Pedospheric processes and the carbon cycle. In: LAL, R.; KIMBLE, J.; FOLLETT, R.F.; STEWART, B.A. (Ed.). Soil processes and the carbon cycle. Boca Raton: CRC Press, 1998. p.1- 8.

LARA, M. L. G.; SMIT, J. W. Temas de pesquisa em ciência da informação no Brasil. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.repositoriobib.ufc.br/000005/00000588.pdf. Acesso em: 21 jan. 2020.

LOPES, L. S.O. Estudo metodológico de avaliação do patrimônio geomorfológico: aplicação no litoral do estado do Piauí . Tese (doutorado) - Universidade Federal de Pernambuco, CFCH. Programa de Pós-Graduação em Geografia, Recife, 2017.

LOPES, V. M.; COSTA,S.P.L.; RIBEIRO,S.C. Etnogeomorfologia: Resquícios da Cultura Local na relação com a paisagem. Simpósio Nacional de Estudos Culturais e Geoeducacionais. 2. Encontro Cearense de Geografia da Educação. Anais... 5 Crato, Universidade Regional do Cariri, 2013.

LOURENÇO, D.B. Qual o Valor da Natureza? Uma introdução à ética ambiental. São Paulo: Elefante, 2019. 446 p.

MACHADO, A.S.C. A água na Terra (I): a importância da água no funcionamento do planeta. Revista Indústria da Água. Ano 3, n° 10, 1994.

MAIA,R.P.; NASCIMENTO,M.A.L.; BEZERRA,F.H.R. CASTRO,H.S. MEIRELES,A.J.A. Geomorfologia do campo de inselbergues de Quixadá, nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Geomorfologia. São Paulo, v.16, n.2, (Abr-Jun) p.239-253, 2015.

MARQUES, L.S., O interior da Terra. Revista USP, São Paulo, n.71, p. 20-29, set./nov., 2006. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13547. Acesso em 19 nov. 2019.

MARTINS, C. B. A Natureza no livro didático de Geografia: novas capas, velhos discursos. Congresso Brasileiro de Geógrafos. 7. Anais... Vitória/ES, 2014.

MENDONÇA, F. A.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: Noções básicas e climas do Brasil. 1. ed. São Paulo: Editora Oficina de Textos, 2007.

MILLENNIUM ECOSYSTEM ASSESSMENT – MEA. Ecosystem and human well-being: a framework for assessment. Washington, DC: Island Press, 2003.

MILLENNIUM ECOSYSTEM ASSESSMENT – MEA. Ecosystem and human well-being: synthesis. Washington, DC: Island Press, 2005.

MORAIS, L.G.B.; MELO, J.A.B. Pensando a relação sociedade-natureza na geografia: apontamentos para a geografia socioambiental. Caminhos de Geografia. Uberlândia v. 14, n. 45. 2013 Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia. Acesso em:10 out. 2019.

MONTIBELLER FILHO, Gilberto. O mito do desenvolvimento sustentável: meio ambiente e custos sociais no moderno sistema produtor de mercadorias. Florianópolis: Ed da UFSC, 2004.

OLIVEIRA, A. M. Serviços ecossistêmicos prestados pela cobertura vegetal na Serra de João do Vale (RN/PB). Dissertação (mestrado) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2019.

PEREZ, D.V.; BREFIN, M.L.M.; POLIDORO, J.C. Solo, da origem da vida ao alicerce das civilizações: uso, manejo e gestão. Pesq. agropec. bras., Brasília, v.51, n.9, p.1-4, set. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pab/a/ccj4byz7WScxx6PgQDXVVzJ/?lang=pt. Acesso em 10 nov. 2019.

POMEROL, C.; LAGABRIELLE, Y.; RENARD, M.; GUILLOT, S. Princípios de Geologia: técnicas, modelos e teorias. 14ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.

QUEIROZ NETO, J. P. Geomorfologia e Pedologia. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 1, n. 1, p. 59-67, 2000. Disponível em: http://www.lsie.unb.br/rbg/index.php/rbg/article/view/70. Acesso em: 20 fev. 2020.

RABELO, T.O.; SANTOS, N.M.; COSTA, D.F.S.; NASCIMENTO, M. A.L.; LIMA, Z. M. C.A Contribuição da Geodiversidade na prestação dos Serviços Ecossistêmicos do manguezal. Revista de Geociências do Nordeste, v. 4, p. 281-297, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/16110. Acesso em: 19 fev. 2020.

RIBEIRO, Simone Cardoso. Etnogeomorfologia Sertaneja: proposta metodológica para a classificação das paisagens da sub-bacia do rio Salgado/CE. Tese (Doutorado em Geografia). Rio de Janeiro: UFRJ/PPGG, 2012. 278 p.

RIOS, I.Q. Dinâmica geomorfológica do semiárido de Lagedo Alto-Bahia: estudo de três de inselbergs representativos da região de Milagres. Dissertação de Mestrado – Universidade Estadual de Feira de Santana, Programa de Pós-Graduação em Modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente, 2017.

ROSS, J. L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1995. 546p.

RUPPERT, J.; DUNCAN, R.G. Defining and Characterizing Ecosystem Services for Education: ADelphi Study. Journal of Research in Science Teaching, v 54, n 6, 2017. p. 737-763. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ1146736. Acesso em: 18 nov. 2019.

SALGADO-LABOURIAU, M.L. História ecológica da Terra. São Paulo: Edgard Blucher, 1996.

SANTOS, N. M.; RABELO, T. O.; LOUZEIRO, A. S.; COSTA , D. F. S.; CESTARO , L. A Identificação dos Serviços Ecossistêmicos prestados pelo manguezal da Ilha do Maranhão – MA, Brasil. Revista de Geociências do Nordeste, v. 4, n. especial (2018). Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/16108. Acesso em: 20 nov. 2019.

SANTOS, L.G. O estudo do lugar no ensino de Geografia: os espaços cotidianos na geografia escolar. Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Geografia como requisito para obtenção do título de Mestre em Geografia. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). 2010. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/95559/santos_lp_me_rcla.pdf?sequence=1. Acesso em: 19 nov. 2019.

SEFERIAN, A.P.G. Articulação de práticas de ensino das metodologias ativas em uma sequência didática e sua importância para a aprendizagem em Geografia. Encontro Nacional de Prática de Ensino de Geografia Políticas, Linguagens e Trajetórias. Universidade Estadual de Campinas. 14. Anais... 2019.

SILVA, M. L. N. Serviços ecossistêmicos e índices de geodiversidade como suporte da geoconservação no Geoparque Seridó. Dissertação de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Geociências - Patrimônio Geopaleontológico. Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2018.

SILVA, M.L.N.; NASCIMENTO, M. A. L.Os Valores da Geodiversidade de Acordo com os Serviços Ecossistêmicos Sensu Murray Gray Aplicados a Estudos In Situ na Cidade do Natal (RN). Caderno de Geografia, v. 26, p. 338-354, 2016.

SILVA,C.R.; RAMOS,M.A.B.; PEDREIRA,A.J.; DANTAS,M.E. Começo de tudo. IN: SILVA,C.R. Geodiversidade do Brasil: conhecer o passado para entender o presente e prever o futuro. Rio de janeiro: CPMR, 2008.

SOUZA, M.L Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

SPRINGER, K. S. A concepção de natureza na Geografia (the nature’s concept in geography). Mercator, Fortaleza, v. 9, n. 18, p. 159 a 170, may 2010. Disponível em: http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/368. Acesso em: 27 abr. 2020.

SUGUIO, K. Geologia do Quaternário e mudanças ambientais. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.

TORRES, F. T. P.; MACHADO, P. J.O. Introdução à Climatologia - Série Textos Básicos de Geografia. Ubá: Ed. Geographica, 2008.

TUCCI, C. E. M. Hidrologia: Ciência e Aplicação. EDUSP, Editora da UFRGS, ABRH, p952. 1993.

TUNDISI, J. G. Ciclo hidrológico e gerenciamento integrado. Cienc. Cult. [online]. 2003, v.55, n.4, pp.31-33. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252003000400018. Acesso em: 19 nov. 2019.

VAINE, M.E.E. A sua casa vem da mineração: os minerais e você. Série Geologia na Escola. Curitiba: MINEROPAR Minerais do Paraná S/A, 2005. Disponível em http://www.mineropar.pr.gov.br/arquivos/File/escola/cadernos/caderno3.pdf. Acesso em: 29 abr. 2020.

VENTURI, L. A. B. Ensaios geográficos. São Paulo: Humanitas, 2008.
Published
23/02/2022
How to Cite
SARAIVA JÚNIOR, João Correia; NASCIMENTO, Marcos Antonio Leite do; SILVA, Matheus Lisboa Nobre da. THE ECOSYSTEM APPROACH AND THE TEACHING OF GEOGRAPHY: A PROPOSITION FOR THE STUDY OF THE RELATION BETWEEN NATURE AND SOCIETY IN BASIC EDUCATION BASIC. Geosaberes, Fortaleza, v. 13, p. 95 - 119, feb. 2022. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/1144>. Date accessed: 27 sep. 2022. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v13i0.1144.
Section
ARTICLES