As relações culturais entre infância e mídia através da memória sonora

  • Maria Clara MONTEIRO Universidade Federal do Ceará

Abstract

O intuito de qualquer comercial é permanecer na mente do consumidor por um longo período. Os estudos sobre publicidade afirmam que é mais fácil memorizar algo em formato de música, por isso, os jingles, anúncios feitos para uma marca/produto utilizam recursos linguísticos e musicais para facilitar a memorização. As mídias mostram as representações culturais da sociedade e as crianças buscam, nos meios de comunicação e na publicidade, aprendem a partir da repetição a como se comportar. Os anunciantes sabem que a criança é importante na decisão das compras dos pais e por isso, a publicidade para o público infantil cresceu tanto a partir das décadas de 1980 e 1990. É preciso estudar como se dá a presença dos comerciais nas mentes das crianças para entender a relação com o consumo desde a infância. Para verificar se há a memorização dos anúncios pelas crianças e quais as influências na fase adulta, realizou-se uma pesquisa de campo, envolvendo estudantes universitários entre 18 e 24 anos. A relação afetiva entre as recordações da infância e os jingles facilitou a formação de consumidores fiéis das marcas/produtos. Os jingles passaram do patamar de serem somente comerciais e representam agora partes de uma vida.

Published
20/10/2010
How to Cite
MONTEIRO, Maria Clara. As relações culturais entre infância e mídia através da memória sonora. Geosaberes, Fortaleza, v. 1, n. 1, oct. 2010. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/14>. Date accessed: 03 oct. 2022.
Section
ESTUDOS EDUCATIVOS