Pronera/uva: narrativas sobre a formação de professores

Resumo

Este trabalho corresponde a uma investigação sobre a formação de professores a partir do PRONERA/UVA em Sobral – CE. Nos remetemos à metodologia da História Oral como tentativa de melhor demonstrar e problematizar as experiências dos sujeitos e suas interpretações sobre a realização do programa no cotidiano em suas comunidades. Para isso, analisamos as narrativas de duas professoras de Escolas do Campo do Ceará e alunas da UVA. Consideramos, que através das narrativas e consequentemente da valorização dos sujeitos, a formação de educadores parte de uma reflexão crítica do indivíduo e do seu papel na sociedade. Sugerimos, portanto, que o PRONERA auxilia nesse processo, porém, é a trajetória de vida de cada uma dessas professoras e suas práticas individuais e coletivas que direcionam a intensidade desse processo formativo.

Biografia dos Autores

Adeliane Vieira de Oliveira, Universidade Estadual Vale do Acaraú, Brasil

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Telma Bessa Sales, Universidade Estadual Vale do Acaraú, Brasil

Professora do Departamento de História da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Aldiva Sales Diniz, Universidade Estadual Vale do Acaraú, Brasil

Professora do Departamento de Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Referências

ALBERTI, Verena. Histórias dentro da história. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org.). Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2005.
ALMEIDA, Paulo Roberto de. “Cada um tem um sonho diferente”: histórias e narrativas de trabalhadores no movimento de luta pela terra. In: MACIEL, Laura Antunes e outros (Org.). Outras histórias: memórias e linguagens. São Paulo: Olho D’Água, 2006.
BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. In: FERREIRA, Marieta. AMADO, Janaína (org.) Usos e abusos da História Oral. 3ª ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2000.
BRASIL. Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – PRONERA. Brasília, abril de 2004.
BRASIL. Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária MANUAL DE OPERAÇÕES. Aprovado pela Portaria/INCRA/P/Nº 19, de15.01.2016 Brasília-DF, 15 Janeiro de 2016.
DINIZ, Aldiva Sales. PRONERA/Sobral: Relatos de uma Experiência. Revista da Casa da Geografia de Sobral, Sobral, v. 4/5, p. 115-129, 2002/2003.
EDITAL 01 / 2014. Seleção pública específica para provimento de vagas no Curso de Segunda Licenciatura em Geografia e no Curso de Segunda Licenciatura em História em Convênio com o INCRA/PRONERA.
FERNANDES, Bernardo Mançano.; MOLINA, Mônica Castagna. O campo da Educação do Campo. In: Mônica Castagna Molina; Sonia Meire Santos Azevedo de Jesus. (Org.). Por uma Educação do Campo. 1ed.Brasília: NEAD, 2004, v. 5, p. 53-89.
FREITAS, Nilson Almino de. Narrativas sobre o espaço: o pesquisador, o narrador e a cidade. Antíteses, v.5, n. 10, p. 833-853, jul./dez. 2012.
KHOURY, Yara Aun. O historiador, as fontes orais e a escrita da história. In: MACIEL, Laura Antunes e outros (Org.). Outras histórias: memórias e linguagens. São Paulo: Olho D’Água, 2006.
KOLLING, Edgar Jorge; CERIOLI, Paulo R.; CALDART, Roseli Salete (orgs). Por uma educação do campo: identidades e políticas públicas. 2ª edição. Brasília, 2002.
LÖWY, MICHAEL. Ideologias e ciência social: elementos para uma análise marxista. – São Paulo: Cortez, 1985.
MOTA, Maria Eleusa. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST e Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF: a construção da Educação do Campo no Brasil. (Dissertação de Mestrado) – Universidade Federal de Uberlândia, Programa de Pós-Graduação, 2015.
MST. Princípios da Educação no MST. Caderno de Educação nº 8. Porto Alegre, 1996
SOUZA, Maria Deuselena Dias de. Do terreiro de casa ao chão da escola: um caminho de práticas pedagógicas e práticas sociais construídas à luz da pedagogia da alternância. O caso da Escola Família Agrícola Dom Fragoso. (Dissertação de Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará. – Fortaleza: UFC, 2015.
RIBEIRO, Marlene. Movimento camponês, trabalho e educação: liberdade, autonomia, emancipação: princípios/fins da formação humana. 1. Ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011.
SALES, Telma Bessa. “A verdade é essa... você se acostumando com a qualidade de vida ruim”: médicos cearenses e o trabalho em mutação. História & Perspectivas, n.42, jan/jun. 2010.
STÉDILE, João, Pedro. FERNANDES, Bernardo Mançano. Brava gente: A trajetória do MST e a luta pela terra no Brasil.2 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2012.
Publicado
02/09/2017
Como Citar
OLIVEIRA, Adeliane Vieira de; SALES, Telma Bessa; DINIZ, Aldiva Sales. Pronera/uva: narrativas sobre a formação de professores. Geosaberes, Fortaleza, v. 8, n. 16, p. 106 - 120, set. 2017. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/589>. Acesso em: 25 set. 2018. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v8i16.589.
Seção
ARTIGOS

Palavras-chave

PRONERA/UVA; Formação de professores; Narrativas