Geoambiental characteristics of the Igarapé água boa do bom intento, Boa Vista, Roraima

Abstract

Roraima presents a diversity of landscapes, establishing distinct phytophysiognomies such as forests, campinas-campinaranas and savannas, which constitutes the largest area of natural fields of the Amazon. The study of factors that causes disruption to the aquatic environment are fundamental for discussions and actions related to its conservation. The objective of this work is to do a research about the geoenvironmental factors that inflict directly to the water from the Igarapé Água Boa do Bom Intento. The geoenvironmental characteristics show that the Igarapé basin presents four types of soils, predominating the Yellow Argisol and the Yellow Latosol with a small spot of Argisol and Fluid Neosols, are fragile soils and poor chemically. The relief is flat to slightly undulating with the presence of lakes in times of greater intensity of rains. The climate is tropical Awi type monsoon, with high average annual temperatures of 26ºC and sharp dry season with peak between December and March and the period of rains that between the months of April to September. The savanna system is classified in Savana Park - Sp, Graminaceous or Gramineous - Lenhosa - Sg, and others such as Mata Island.

Author Biography

John Eric Lemos Amorim, Universidade Estadual de Roraima

Professor efetivo da UERR, Analista Ambiental na Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - FEMARH.

References

ARAÚJO, W.F. et al. Precipitação pluviométrica mensal provável em Boa Vista, Estado de Roraima, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 5(3), 2001. p.563-567.
BARBOSA, R. I.; COSTA E SOUZA, J.M; XAUD, H.A.M. Savanas de Roraima: Referencial Geográfico e Histórico. In: BARBOSA, R. I.; XAUD, H. A; COSTA E SOUSA, J. M. Savanas de Roraima: Etnoecologia, Biodiversidade e Potencialidades Agrossilvipastoris. Boa Vista: FEMACT-RR, 2005. p. 11-19.
BARBOSA, R. I.; MIRANDA, I. S. Fitofisionomias e diversidade vegetal das savanas de Roraima. In: BARBOSA, R. I.; XAUD, H. A; COSTA E SOUSA, J. M. Savanas de Roraima: Etnoecologia, Biodiversidade e Potencialidades Agrossilvipastoris. Boa Vista: FEMACT-RR, 2005. p. 61-78.
BARBOSA, R.I et. al.. Distribuição de chuvas em Roraima. IN.: Barbosa, R.I., FERREIRA, E.J.G., CASTELLON, E.G. (eds.) Homem, Ambiente e Ecologia em Roraima. INPA, Manaus. 1997. p.325-335
BARBOSA, R.I. et al. The “Lavrados” of Roraima: Biodiversity and Conservation of Brazil's Amazonian Savannas. Functional Ecosystems and Communities. 1(1): 30-42. ISSN 1749-0502. 2007. Disponível em: acesso em 25 ago. 2016.
BARBOSA, R.I. Savanas da Amazônia: emissão de gases do efeito estufa e material particulado pela queima e decomposição da biomassa acima do solo, sem a troca do uso da terra, em Roraima, Brasil. Manaus: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/Universidade do Amazonas. 212p. 2001. (Tese de Doutorado).
BARBOSA, R.I.; FEARNSIDE P.M. Above-ground biomass and the fate of the carbono after burning in the savanas of Roraima, Braziliam Amazonia. Forest Ecology and Management. n. 216, 2005. p.295-316.
BARBOSA, R.I.; FEARNSIDE P.M. Wood density of trees in open savanas in the Brasiliam Amazon. Forest Ecology and Management. n.199, 2004. p. 115-123.
CAPOBIANCO, J. P. R. et al. Biodiversidade na Amazônia brasileira: avaliação e ações prioritárias para a conservação, uso sustentável e repartição dos benefícios. São Paulo: Instituto Sócioambiental, 2001. 540p.
CARRANZA, T.T. Flora e fitossociologia de áreas circundantes a lagos naturais de savanas próximas à cidade de Boa Vista – RR. UFRR. Boa Vista – RR, 2006. (Monografia de Especialização)
CARVALHO, T. M. de. Sistemas e ambientes denudacionais e agradacionais, uma primeira aproximação para o estado de Roraima, Norte da Amazônia. ACTA Geográfica, Boa Vista, V.8, n.16, p. 77-98. jan./mar. de 2014.
CPRM – Serviço Geológico do Brasil, Geobank: Carta geológica do Brasil ao milionésimo - Boa Vista e Roraima. Folhas NA.20 e NB.20. 2003. Disponível em: Acesso em: 31 out. 2016.
FERREIRA, L. V. A distribuição das unidades de conservação no Brasil e a identificação de áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade nas ecorregiões do Bioma Amazônia. 203f. 2001. Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia / Universidade do Amazonas, Manaus. Tese (Doutorado em Ecologia).
FONSECA, V. Um parque para o Lavrado de Roraima. O ECO. 2008. Disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/noticias?id=59599 Acesso em: 31 out. 2016.
IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2015. 2015. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?lang=&sigla=rr. Acesso em: 17 out. 2016.
MELO, V. F. et al. Aspectos pedológicos e de manejo dos solos em Roraima. 2010. p. 391 – 408. IN. Roraima: homem, ambiente e ecologia. Barbosa, Reinaldo Imbrozio e MELO, Valdinar Ferreira (org.). Boa Vista: FEMACT, 2010.
MENESES, M.E.N.S., COSTA, M.L da; COSTA, J.A.V. Os lagos do lavrado de Boa Vista – Roraima: fisiográfia, físico-químicas das águas, mineralogia e química dos sedimentos. Revista Brasileira de Geociências. 37(3):478-489, setembro de 2007.
REIS, N. J. et al. Geologia do estado de Geologia do estado de Roraima, Brasil. Geologia de La France, Nº 2-3-4:121-134. 2003.
SANDER, C. Geomorfologia da planície aluvial do alto Rio Branco em Roraima: dinâmica e processos evolutivos. Doutorado em geografia, Universidade Estadual de Maringá,. 230 f. 2015. (Tese de doutorado)
SCHAEFER, C.E.R.; VALE JÚNIOR, J.F. Mudanças climáticas e evolução da paisagem em Roraima: uma resenha do Cretáceo ao recente. IN.: Barbosa, R.I., FERREIRA, E.J.G., CASTELLON, E.G. (eds.) Homem, Ambiente e Ecologia em Roraima. INPA, Manaus. 1997. p.231-265.
SILVA, D. A. et al. Análise dos cilcos de precipitação na região de Boa Vista – RR, nos anos de 1910 a 2014. Ver. Geogr.Acadêmica, v.9, n.2. 2015. p. 35 a 49.
SIMÕES-FILHO, F. L. et al. Registros sedimentares de lagos e brejos dos campos de Roraima: implicações paleoambientais ao longo do Holoceno. IN.: Barbosa, R.I. FERREIA, E. CASTELLÓN, E. (eds), Homem, ambiente e ecologia em Roraima. Instituto Nacional de Pesquisas da Amazonia, Manaus, 1997. p.295-305.
SIMÕES-FILHO, F. L.; TURCQ, B. e SIFEDDINE, A. Mudanças paleoambientais do contato floresta-savana de Roraima durante o holoceno. 2010. p. 257-300. IN. Roraima: homem, ambiente e ecologia. Barbosa, R.I. e MELO, V. F. (org.). Boa Vista: FEMACT, 2010.
VALE JR, J. F. do; SOUSA, M. I. L. de. Caracterização e distribuição dos solos das savanas de Roraima. IN.: BARBOSA, R. I.; XAUD, H. A; COSTA E SOUSA, J. M. Savanas de Roraima: Etnoecologia, Biodiversidade e Potencialidades Agrossilvipastoris. Boa Vista: FEMACT-RR, 2005. p. 79-91.
VELOSO et al. Vegetação. RADAMBRASIL. Programa de Integração Nacional. Levantamento de Recursos Naturais. Vol. 8. Departamento Nacional de Produção Mineral. Folha NA.20 Boa Vista e parte das Folhas NA.21, Tumicumaque, NB.20 Roraima e BB.21; Geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação e uso potencial da terra. Rio de Janeiro, 1975. p.305-405.
ZEE – Zoneamento Ecológico Econômico da Região Central do Estado de Roraima. SEPLAN – Secretaria de Planejamento do Governo do Estado de Roraima e CPRM – Serviço geológico do Brasil, Ministério de Minas e Energia. 2002.
Published
28/12/2017
How to Cite
AMORIM, John Eric Lemos. Geoambiental characteristics of the Igarapé água boa do bom intento, Boa Vista, Roraima. Geosaberes, Fortaleza, v. 9, n. 17, p. 1 -13, dec. 2017. ISSN 2178-0463. Available at: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/592>. Date accessed: 05 oct. 2022. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v9i17.592.
Section
ARTICLES

Keywords

Cerrado; Savana; Lavrado; Amazônia.