Áreas centrais, entre oportunidades e desafios: notas com base na realidade de Uberlândia, Minas Gerais

  • Lidiane Aparecida Alves Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU)
  • Vitor Ribeiro Filho Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (IG/UFU)

Resumo

O artigo apresenta considerações sobre as transformações e as intervenções urbanísticas nas áreas centrais, considerando o exemplo de Uberlândia-MG. Realiza-se uma apreciação dos Planos Diretores Municipais, do Projeto de Requalificação da Área Central e Fundinho no Contexto dos Bairros e do Plano de Diretor de Transportes e Mobilidade Urbana de Uberlândia (PlaMob).  Ratifica-se a relevância das leis e planos que contemplem os instrumentos urbanísticos que visem à construção de cidades mais sustentáveis, embora estes por si só, não sejam garantia de mudanças, sendo, portanto comumente não implementados, por vários motivos, dentre os quais o conflito de interesses em torno do uso e ocupação do solo urbano. Logo, ratifica-se também a importância de que os planos sejam democráticos, e consequentemente exequíveis.

Biografia dos Autores

Lidiane Aparecida Alves, Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU)
Professora de Geografia na Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU) e Doutora em Geografia pelo Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (IGU/UFU). 
Vitor Ribeiro Filho, Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (IG/UFU)
Professor Doutor do Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (IG/UFU)
Publicado
02/09/2017
Como Citar
ALVES, Lidiane Aparecida; RIBEIRO FILHO, Vitor. Áreas centrais, entre oportunidades e desafios: notas com base na realidade de Uberlândia, Minas Gerais. GEOSABERES: REVISTA DE ESTUDOS GEOEDUCACIONAIS, Fortaleza, v. 8, n. 16, p. 23 - 40, set. 2017. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/608>. Acesso em: 12 dez. 2017.
Seção
ARTIGOS