Princípios da aprendizagem significativa crítica na formação continuada de professores

Resumo

O artigo procura refletir a respeito dos resultados de uma abordagem de ensino e aprendizagem voltada para a formação continuada de professores de Geografia em Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no contexto dos princípios da Aprendizagem Significativa Crítica proposta por Moreira (2005). O curso foi estruturado visando promover o Conhecimento Tecnológico e Pedagógico do Conteúdo TPACK (Technological Pedagogical Content Knowledge) como resultado da visão integrada de conhecimentos articulada por Mishra & Koehler (2006). Alicerçado num contexto pedagógico que procurou combinar o uso de tecnologias digitais com a Espiral de Aprendizagem de Valente (2005), com os aportes da Didática das Ciências de Zabala (1998) e com a Aprendizagem Significativa Crítica de Moreira (2005).

Biografia dos Autores

Marcelo Augusto Rocha, Professor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Doutor em Ensino pelo Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina (PECEM/UEL - 2015). Especialista em Ensino de Geografia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL - 2009). Graduado em Geografia, modalidade Licenciatura, pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP - 2007). Atualmente atua como Professor do Magistério Superior na Universidade Federal da Integração Latino Americana - UNILA. Suas principais linhas de Pesquisa são: Ensino de Geografia; Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) vinculadas aos processos de Ensino e de Aprendizagem; Formação de Professores e Saberes Docentes. 

Rosana Figueiredo Salvi, Professora do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Graduação em Geografia - Bacaharelado e Licenciatura - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987). Mestrado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1992). Doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é docente do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina. Na graduação tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Epistemologia da Geografia, atuando principalmente nos seguintes temas: Geografia, Ensino de Geografia, Epistemologia, História e Filosofia da Ciência. Na pós-graduação atua nas áreas de Geografia e Educação científica, com ênfase em Epistemologia e História e Filosofia da Ciência, nos níveis de mestrado e doutorado.

Referências

AUSUBEL, D.P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa, Plátano Edições Técnicas. Tradução ao português de Lígia Teopisto, do original The acquisition and retention of knowledge: a cognitive view. 2003.
KOEHLER, M. J., & MISHRA, P. (2008). Introducing Technological Pedagogical Knowledge. In: AACTE (Ed.). The Handbook of Technological Pedagogical Content Knowledge for Educators. Routledge.
MISHRA, Punya; KOEHLER, Matthew J. Technological pedagogical content knowledge: A framework for teacher knowledge. Teachers College Record, 108(6), 1017-1054, 2006.
MOREIRA, Marco A. Aprendizagem significativa crítica. Porto Alegre. 2005.
MOREIRA. M. A. Aprendizagem Significativa Crítica. Publicada também em Indivisa, Boletín de Estúdios e Investigación, nº 6, pp. 83-101, 2005, com o título Aprendizaje Significativo Crítico. 1ª edição, em formato de livro, 2005; 2ª edição 2010.
MOREIRA. M. A. Aprendizagem Significativa Crítica. Versão revisada e estendida de conferência proferida no III Encontro Internacional sobre Aprendizagem Significativa, Lisboa (Peniche), 2000. Publicada nas Atas desse Encontro, p.p. 33-45, com o título original de Aprendizagem significativa subversiva.
NIESS, M. L., RONAU, R. N., SHAFER, K. G., DRISKELL, S. O., HARPER, S. R., JOHNSTON, C., BROWNING, C., ÖZGÜN-KOCA, S. A., & KERSAINT, G. Mathematics Teacher TPACK Standards and Development Model. Contemporary Issues in Technology and Teacher Education, v., n.1,(2009.
SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, v. 57, n. 1, p. 1-27, 1987.
TARDIF, M.; RAYMOND, D. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educ. Soc., Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302000000400013&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11/10/2013.
TEIXEIRA E DANTAS, Lucivalda Sousa; MENDES, Marcelo Alves. A Integração das Tecnologias de Informação e Comunicação (Tic) Na Geografia: Uma Abordagem Interdisciplinar No Processo de Ensino e Aprendizagem. GEONORDESTE, Ano XXI, n.2. 2010.
TOMITA, Luzia Mitiko Saito. Ensino de Geografia: aprendizagem significativa por meio de mapas conceituais. 2009. Tese (Doutorado em Geografia Física) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. São Paulo. 2009.
VALENTE, José Armando. A espiral da espiral de aprendizagem: o processo de compreensão do papel das tecnologias de informação e comunicação na educação. Campinas, SP: [s.n.].Tese (Livre Docência). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, 2005.
ZABALA, A. A Prática Educativa: como ensinar. Porto Alegre: Arte
Publicado
28/12/2017
Como Citar
ROCHA, Marcelo Augusto; SALVI, Rosana Figueiredo. Princípios da aprendizagem significativa crítica na formação continuada de professores. Geosaberes: revista de estudos geoeducacionais, Fortaleza, v. 9, n. 17, p. 1 - 14, dez. 2017. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/627>. Acesso em: 20 abr. 2018. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v9i17.627.
Seção
ARTIGOS

Palavras-chave

Conhecimento Tecnológico e Pedagógico do Conteúdo, Aprendizagem Significativa Critica, Formação docente.