Desenvolvimento sustentável no litoral semiárido potiguar: o processo de consolidação da reserva de desenvolvimento sustentável estadual Ponta do Tubarão em Macau/RN e Guamaré/RN

Resumo

A exploração dos recursos naturais de forma insustentável e o crescente ritmo de consumo da população mundial têm provocado inúmeros problemas socioambientais. Assim, surge a necessidade de planejar e elaborar estratégias conservacionistas como a criação e a gestão de Unidades de Conservação (UCs). Nesse sentido, o presente artigo tem como finalidade apresentar o processo de consolidação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão (RDSEPT), localizada entre os municípios de Macau e Guamaré, no litoral norte do Estado do Rio Grande do Norte. As discussões foram estruturadas a partir da articulação dos conceitos de Desenvolvimento Sustentável e Educação Ambiental, através dos quais são apresentadas, também, as principais atividades econômicas ali desenvolvidas e as medidas elaboradas para fomentar, na comunidade local, a sensibilização e a conscientização ambiental. Para tanto, recorreu-se a uma pesquisa com abordagem qualitativa, na qual as ferramentas de coleta de dados foram: a pesquisa bibliográfica e o estudo de campo. Ao final, concluiu-se que a RDSEPT se constitui como um exemplo vivo de comunidade sustentável, sobretudo, pelo papel desempenhado pela população local em prol da conservação dos ecossistemas e biomas presentes na Reserva, bem como da manutenção dos modos de vida tradicionais que se constituíram ao longo dos anos.

Biografia dos Autores

André Elias de Oliveira Nóbrega, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Brasil

Mestrando em Geografia (GEOPROF/CERES/CCHLA) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Narla Sathler de Oliveira Musse, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Brasil

Doutora em Educação e Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Referências

BARBOSA, G. S. O desafio do desenvolvimento sustentável. Visões, Macaé, v. 1, n. 4, p. 1-11, jun. 2008. Disponível em: . Acesso em: 2 out. 2018.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza: Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000; Decreto nº 4.340, de 22 de agosto de 2002; Decreto nº 5.746, de 5 de abril de 2006. Plano Estratégico Nacional de Áreas Protegidas: Decreto nº 5.758, de 13 de abril de 2006. Brasília: MMA, 2011. 76 p.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação: meio ambiente. Brasília: MEC. 1998. Disponível em: . Acesso em 17 out. 2018.

CATALÃO, V. L.; RODRIGUES, M. S. Ecoglossário: meio ambiente de A a Z. Brasília: Universidade de Brasília, 2005.

CORIOLANO, Luzia N. M. T. A Utopia da Sustentabilidade no Turismo. In: CORIOLANO, L. N.M.T.; VASCONCELOS, F. P. (Org.). Turismo e a relação Sociedade-Natureza: realidades, conflitos e resistências. Fortaleza: UECE, 2007.

CUNHA, R. C. M. Análise de potencialidades e restrições ao ecoturismo: o caso da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão-RN. 2006. 67 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2018.

FREIRE, W. Q. A inserção da educação ambiental nas escolas de Mangue Seco I, Mangue Seco II e Lagoa Doce. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 151-167.

HASSLER, M. L. A importância das Unidades de Conservação no Brasil. Sociedade & Natureza. Uberlândia, v. 17, n. 33, p. 79-89, dez. 2005.

IDEMA. Mapa da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão. 2018. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2018.

INÁCIO, E. C.; LINHARES, E. C. I. A percepção socioambiental dos moradores da comunidade de Diogo Lopes em relação à criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão - Macau/RN. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 32-45.

MATTOS, P. P.; NOBRE, I. M.; ALOUFA, M. A. I. Reserva de desenvolvimento sustentável: avanço na concepção de áreas protegidas? Sociedade e Natureza, Uberlândia, v. 23, n. 3, p.409-422, set. 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2018.

MIRANDA; M. B. S.; NASCIMENTO, V. R. S. Diagnostico do manguezal de uma unidade de conservação em Macau, RN. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 80-94.

NASCIMENTO, A. O.; MIRANDA, L. O. N. Perfil socioeconômico dos pescadores de peixe-voador (hirundichthys affinis, günther, 1886) em uma reserva de desenvolvimento sustentável no nordeste brasileiro. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 369-382.

NARCIZO, K. R. D. S. Uma análise sobre a importância de trabalhar educação ambiental nas escolas. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 22, p.86-94, jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 out. 2018.

NOBRE, Itamar de Morais. Revelando os modos de vida da ponta do tubarão. 2005. 260 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2018.

NUCCI, J. C.; FÁVERO, O. A. Desenvolvimento sustentável e conservação da natureza em unidades de conservação: o caso da floresta nacional de Ipanema (Iperó/SP). Raega - O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, n. 7, p.63-77, jan. 2003. Disponível em: . Acesso em: 22 out. 2018.

RAMOS, M. S.; RAMOS, R. S. Educação ambiental e a construção da sustentabilidade. Visões, Macaé, v. 1, n. 4, p.1-13, jun. 2008. Disponível em: . Acesso em: 4 nov. 2018.

RIBEIRO, L.S; XAVIER, J. I. D. A pesca artesanal e os aspectos socioculturais dos pescadores na RDSEPT/comunidade de Diogo Lopes (Macau, RN). In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 286-305.

RODRIGUES, L. S.; CASSIANO, M, J. S. A importância do ecossistema manguezal como principal fonte de sustento para as comunidades pesqueiras da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 95-110.

RODRIGUES, M. C. Q. Educação ambiental na escola uma estratégia de valorização dos Recursos naturais: uma experiência na comunidade de Mangue Seco I. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 57-71.

SANTOS, D. L. Desenvolvimento histórico das técnicas de beneficiamento de pescado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão (RDSEPT-RN): comunidade de Diogo Lopes, Macau, Rio Grande do Norte. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 286-305.

SANTOS, G. M.; SANTOS, A. C. M. Sustentabilidade da pesca na Amazônia. Estudos Avançados, São Paulo, v. 59, n. 19, p.165-182, 2005. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2018.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: EDUSP, 2002.

SATO, M. Educação Ambiental. São Carlos: Rima, 2002.

SILVA, A. C. C.; DANTAS, R. T. A pesca artesanal da sardinha-laje (opisthonema oglinum) de Macau (RN) e as relações com variáveis climáticas. In: CÂNDIDO, G. A.; SILVA, V. P. (Org.). Recursos naturais: questões socioeconômicas e políticas do Rio Grande do Norte. Natal: IFRN, 2016. p. 9-23.

SILVA, E. C. Cidadania, meio ambiente e qualidade de vida. Natal: IFRN, s/d.

SILVA, E. P. Q. Educação ambiental e ludicidade: práticas e propostas às escolas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015a. p. 210-222.

SILVA, L. R. A participação popular na criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão (RDSEPT): relações de pertencimento. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015b. p. 12-31.

SILVA, Tiago Ezequiel da. O etnoconhecimento pesqueiro das comunidades tradicionais da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão (RN) - Brasil. 2018. 110 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Mossoró, 2018. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2018.

SOUSA, J. M. S. Concepções dos professores acerca da educação ambiental formal na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão/RN. In: CAMACHO R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 46-56.

SOUZA, J. E. S. O turismo de base comunitária: o caso da rds estadual ponta do tubarão dos municípios de Macau e Guamaré/RN. In: CAMACHO, R. G. V. et al. (Org.). Educação e sustentabilidade em unidades de conservação. Mossoró: UERN, 2015. p. 329-345.

TEIXEIRA, C. O desenvolvimento sustentável em unidade de conservação: a “naturalização” do social. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 20, n. 59, p.51-66, out. 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2018.
Publicado
01/09/2019
Como Citar
NÓBREGA, André Elias de Oliveira; MUSSE, Narla Sathler de Oliveira. Desenvolvimento sustentável no litoral semiárido potiguar: o processo de consolidação da reserva de desenvolvimento sustentável estadual Ponta do Tubarão em Macau/RN e Guamaré/RN. Geosaberes, Fortaleza, v. 10, n. 22, p. 161 - 176, set. 2019. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/750>. Acesso em: 16 set. 2019. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v10i22.750.
Seção
ARTIGOS