A ludicidade no processo de ensino e aprendizagem: o bingo geoambiental como ferramenta pedagógica na Geografia

Resumo

Esse ensaio visa contribuir com o processo de ensino e aprendizagem, a partir da confecção do bingo geoambiental como ferramenta pedagógica, capaz de instigar a compreensão dos impactos socioambientais numa relação local/global. O trabalho foi realizado com alunos da 1ª série do ensino médio do Colégio Joaquim Vieira Sobral em Aracaju-SE. Nos procedimentos metodológicos priorizou-se a relação teoria e prática com base em: levantamento bibliográfico; aulas de campo no entorno do Rio Poxim e da escola; confecção de material didático com os alunos. Os resultados evidenciaram a relevância da ludicidade nas análises dos conteúdos geográficos e o despertar do olhar crítico e reflexivo dos discentes, a partir realidade socioambiental numa relação local/global. A confecção e uso do bingo geoambiental, estimulou a capacidade cognitiva e o protagonismo do aluno, instigando-o a compreender a relação sociedade e natureza, bem como buscar soluções para problemas locais.

Biografia dos Autores

Claudionete Candia Araujo, Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED-SE), Brasil

Mestre em Ciências Ambientais pelo PROFCIAMB. Professora de Geografia da Secretaria de Estado da Educação (SEED-SE). 

Sindiany Suelen Caduda dos Santos, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Brasil

Professora da Universidade Federal do Sul da Bahia.

Maria do Socorro Ferreira da Silva, Universidade Federal de Sergipe (UFS), Brasil

Professora do Departamento de Geografia e da Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe (PRODEMA PROFCIAMB/UFS).

Referências

ARAUJO, Claudionete Candia. Os (des)caminhos das águas do Rio Poxim no bairro Jabotiana em Aracaju: o olhar geoambiental do discente. 185 f. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Rede para Ensino das Ciências Ambientais. Universidade Federal de Sergipe, 2018.

CASTELLAR, Sônia; VILHENA, Jerusa. Ensino de Geografia. São Paulo: Coleção Ideias em Ação. Cengage Learning, 2010.

_________ Mudanças na prática docente. In: REGO, Nelson; CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos; KAERCHER, Nestor André. (Org.) Geografia. Práticas pedagógicas para o ensino médio. Porto Alegre: Penso, 2011.

CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos. Espaço Geográfico Escola e os seus Arredores – descobertas e aprendizagens. In: CALLAI, Helena Copetti. Educação Geográfica: reflexões e práticas. Ijuí – RS: Ed. Unijuí, Coleção Ciências Sociais, 2011.

COSTELLA, Roselane Zordan. Movimentos para (Não) dar aulas de Geografia e sim capacitar o aluno para diferentes leituras. In: CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos; TONINI, Ivaine Maria; KAERCHER, Nestor André. (Org.). Movimentos no ensinar Geografia. Porto Alegre: Imprensa Livre: Compasso Lugar-Cultura, 2013.

KAERCHER, Nestor André. Os movimentos que meus mestres me ensinam: DDD’S, Signos, Alimentos, Escadas, Luzes, Grenais. In: CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos. Movimentos no ensinar Geografia. Porto Alegre: Imprensa Livre: Compasso, 2013.

_________ A Geografia é o nosso dia-a-dia. In: CASTROGIOVANNI; Antonio Carlos. et. al. (Orgs.) Geografia em sala de aula: práticas e reflexões. Porto Alegre, UFRGS, 2013.

PUNTEL, Geovane Aparecida. Os mistérios de ensinar e aprender Geografia. In: REGO, Nelson; CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos; KAERCHER, Nestor André. (Orgs.). Geografia: Práticas pedagógicas para o ensino médio. Porto Alegre: Artemed, 2007.

RUPEL, Márcia Aparecida Pavelski. Atividades lúdicas: proposições metodológicas para o ensino da Geografia escolar. PDE/2008-2009/UFPR.

SANTOS, Sindiany Suelen Caduda. Conservar o quê? Para quem? Áreas protegidas e protagonistas da conservação. 1. Ed. Curitiba: Editora Appris, 2015. 177p.

SILVA, Maria do Socorro Ferreira da; SILVA, E. G. Um olhar a partir da utilização de dinâmicas como ferramenta para o ensino escolar. Caminhos de Geografia (UFU), v. 13, p. 128-139-139, 2012.
Publicado
01/09/2019
Como Citar
ARAUJO, Claudionete Candia; SANTOS, Sindiany Suelen Caduda dos; SILVA, Maria do Socorro Ferreira da. A ludicidade no processo de ensino e aprendizagem: o bingo geoambiental como ferramenta pedagógica na Geografia. Geosaberes, Fortaleza, v. 10, n. 22, p. 91 - 99, set. 2019. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/800>. Acesso em: 14 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v10i22.800.
Seção
ARTIGOS