Estratégias didáticas para a compreensão dos conteúdos nas aulas de geografia

Resumo

O presente trabalho objetiva apresentar as experiências e resultados alcançados a partir da utilização de diferentes estratégias didáticas nas aulas de Geografia, a partir do projeto de intervenção, desenvolvido no âmbito do PIBID, Subprojeto de Geografia da UEPB, na turma do 1°ano D Tarde da Escola Estadual. São Sebastião, na cidade de Campina Grande-PB. A reflexão acerca da inserção de novas estratégias de aula torna-se necessária à medida que os conteúdos geográficos estão envolvidos em contextos complexos e passiveis de articulações. Nesse contexto, objetivando propor uma ressignificação dos conteúdos durante as aulas de Geografia, algumas estratégias didáticas foram utilizadas em trabalhos coletivos com os alunos, que construíram compreensões, analises e, de forma integrada, demonstraram suas habilidades e capacidades de representação do espaço geográfico.

Biografia dos Autores

Giovana Tavares Lopes, Universidade Estadual da Paraíba, Brasil

Graduante de Geografia (UEPB)

Josandra Araújo Barreto de Melo, Universidade Estadual da Paraíba, Brasil

Professora do Departamento de Geografia (UEPB) e coordenadora da área de Geografia no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). 

Referências

CALADO, Flaviana, M. O ensino de geografia e o uso dos recursos didáticos e tecnológicos. Geosaberes, Fortaleza, v. 3, n. 5, p.12-20, jan. / jun. 2012.
CALLAI, Helena Copetti. A geografia e a escola: muda a geografia? Muda o ensino?.Terra Livre, São Paulo, N° 16, p. 133-152/ 1° semestre/2001.
CAVALCANTI, Lana de Souza. A geografia escolar e a cidade: Ensaios sobre o ensino de geografia para a vida urbana cotidiana. Campinas-SP: Papirus, 2008.
EARTH, Google. Disponível em: earth. google.com. Acesso em: 28 de Outubro de 2015.
GUIMARÃES, I. V. Os artefatos midiáticos, a pesquisa e o ensino de geografia. In:ALBUQUERQUE, A. de S.; FERREIRA, A. de S. (Orgs.) Formação, Pesquisa e Práticas Docentes: reformas curriculares em questão. João Pessoa: Editora Mídia, 2013. (pp. 219-238).
MORAIS, I. R. D. Diferentes linguagens no ensino de geografia: novas possibilidades. In: ALBUQUERQUE, A. de S.; FERREIRA, A. de S. (Orgs.) Formação, Pesquisa e Práticas Docentes: reformas curriculares em questão. João Pessoa: Editora Mídia, 2013. (pp.241-263).
OLIVEIRA, Lívia de. O ensino/aprendizagem de geografia nos diferentes níveis de ensino. In: PONTUSCHKA, Nídia, N; OLIVEIRA, Ariovaldo, U, de. Geografia em perspectiva. 3. ed., 3°reimpressão. São Paulo: Contexto, 2010. (p. 217-220).
PONTUSCHKA, N. N.; et.al. A linguagem cinematográfica no ensino de Geografia. In: __________. et. al. Para ensinar e aprender Geografia. São Paulo: Cortez Editora, 2008. (pp.261-286).
Publicado
02/09/2017
Como Citar
LOPES, Giovana Tavares; MELO, Josandra Araújo Barreto de. Estratégias didáticas para a compreensão dos conteúdos nas aulas de geografia. Geosaberes, Fortaleza, v. 8, n. 16, p. 2 - 11, set. 2017. ISSN 2178-0463. Disponível em: <http://geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/575>. Acesso em: 17 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v8i16.575.
Seção
ARTIGOS

Palavras-chave

Ensino de Geografia; estratégias didáticas; construção dos conhecimentos